Luto na Venezuela: Presidente Hugo Chávez morre.

corpo
Procissão com o corpo do líder venezuelano, Hugo Chávez.

Faleceu nesta terça-feira em Caracas, ás 16h25 horário local, o presidente eleito da Venezuela Hugo Chávez.  O presidente venezuelano morreu vítima de um câncer na região pélvica, que combatia há um ano e meio. O anúncio oficial de sua morte foi pronunciado uma hora depois de seu falecimento , pelo vice- presidente e herdeiro político de Chávez, Nicolás Maduro.

“Às 16h25 locais de hoje 5 de março, faleceu o comandante presidente Hugo Chávez Frías”, disse Maduro, muito emocionado e cercado pelo ministério.

Chávez foi diagnosticado com câncer em junho de 2011 e desde então lutava contra a doença.  O presidente realizou quatro cirurgias em Cuba, sendo a mais recente no final de 2012. Durante toda a enfermidade de Chávez, houve várias especulações sobre a gravidade de sua saúde, devido à falta de informações e detalhes sobre a doença.

manchetes-venezuela-chavez-foto

Última imagem divulgada de Hugo Chávez, após sua quarta cirurgia e acompanhado das filhas.

Logo após o anúncio da morte de Chávez, um clima de comoção tomou todo ao país, principalmente na capital. Uma multidão de chavistas se reuniu na Praça Bolívar, lamentando a perda do presidente e gritando palavras de ordem como “Viva Chávez!” ou “Todos somos Chávez”.   O velório começou hoje na Academia Militar e se estenderá até sexta-feira quando começará o funeral. O governo decretou sete dias de luto nacional. 

A notícia gerou muita repercussão internacional. No Brasil, o governo declarou luto oficial de três dias e se referiu ao ocorrido como “uma perda inestimável”. José Mujica, presidente do Uruguai, declarou  “o governante mais generoso que conheci”. Ademais, a Palestina lamentou oficialmente a morte do presidente venezuelano, enquanto, Israel decidiu não comentar o ocorrido, devido às tensões entre os dois países.

Posteriormente, a morte de Chávez, o povo venezuelano se prepara para as novas eleições. Uma vez que , segundo a constituição, novas eleições devem ser convocadas em 30 dias. Enquanto desenrola-se todo o processo eleitoral, o vice-presidente Nicolás Maduro ocupará a presidência.

Os chavistas devem lançar a candidatura de Maduro, já que o próprio Chávez, declarou que ele seria seu sucessor. A oposição decerto, lançará o ex-candidato a presidência e atual governador Henrique Capriles. Como resultado, o povo decidirá se dará continuidade a revolução bolivariana ou se querem outro rumo para o país.

Publicado em Geral | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

O adeus de Bento XVI.

tn_620_600_despedida_5

Às oito horas da noite do dia 28 de fevereiro de 2013, Bento XVI  oficializou sua abdicação  e se tornou primeiro pontífice a renunciar ao cargo em 597 anos.  Os motivos oficiais da renuncia papal são a idade avançada e saúde fraca, porém Bento XVI afirmou também que sua saída se deve ao fato de que não poderia cumprir com os compromissos de seu cargo.

“A partir das oito da noite, não serei mais Papa, mas apenas um peregrino que começa a última etapa de sua peregrinação na Terra.” diz Bento XVI em sua ultima aparição pública ainda como Papa.

Após sua renúncia, Bento XVI recebeu o título de “emérito pontífice” ou “papa emérito”, o que não agradou alguns teólogos e membros da Igreja, pois afirmam que haverá uma confusão. A Igreja afirma que ele poderá continuar a usar branco, no entanto trocará os sapatos vermelhos por marrons. Além disso, ele não poderá intervir no novo papado.

O Papa emérito passará a viver em reclusão e continuará a viver no Vaticano. A data do conclave será decidida em reunião nesta segunda-feira e agora o mundo espera por um novo papa.

Publicado em Geral | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Universidade do Estados Unidos cria lista para as mulheres “evitarem” estupro.

images (1)

Nesta terça-feira, a Universidade de Colorado em Colorado Springs, publicou em seu site uma lista com dez sugestões para as alunas da universidade evitarem ser estupradas. Essa lista gerou tanta polêmica que no mesmo dia, a Universidade retirou a lista da página e publicou um pedido de desculpas.

O que mais me chamou a atenção dessa notícia foi o fato de que vivemos em uma sociedade onde ainda as mulheres são tratadas bem diferentes dos homens. Pois, essa lista insinua que as mulheres devem temer e até mentir para que os homens não a estuprem enquanto os homens podem realizar atos hediondos como o assédio sexual. Seria mais proveitoso, que em vez de criar uma lista sugerido que as mulheres pode evitar ser estupradas, a justiça tomasse  medidas mais severas para que atos como esse não aconteçam e caso ocorrer que os responsáveis sejam punidos. Está na hora da sociedade mudar sua visão sobre esse tema e começar a agir.

Dicas contra estupro da Universidade de Colorado

Uma lista feita pela Universidade de Colorado em Colorado Springs causou polêmica por dar sugestões às alunas para evitar um estupro. Confira abaixo:

1. Seja realista sobre a sua habilidade de se proteger.

2. Se seu instinto for gritar, vá em frente! Isso pode surpreender seu agressor e você terá a oportunidade de fugir.

3. Deixe para trás seus sapatos se você tiver tempo e não puder correr.

4. Não perca tempo olhando para trás; apenas fuja.

5. Se sua vida correr perigo, a resistência passiva pode ser a sua maior defesa.

6. Diga a seu agressor que você tem uma doença venérea ou está menstruada.

7. Vomitar ou urinar também podem ser maneiras convincentes de manter seu agressor afastado.

8. Se gritar, bater ou morder dá a você uma chance de escapar, não pense duas vezes. Faça!

9. Entenda que algumas atitudes tomadas por você podem ser prejudiciais.

10. Lembre-se de que cada situação de emergência é diferente. Só você pode decidir qual será a reação mais apropriada.

Fonte: BBC Brasil

Publicado em Geral | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Correia do Norte desafia comunidade internacional e realiza teste nuclear.

Manifestantes em Seul, na Coreia do Sul,  protestam contra teste nuclear realizado pela Coreia do Norte.

Manifestantes em Seul, na Coreia do Sul, protestam contra teste nuclear realizado pela Coreia do Norte.

Na manhã desta terça-feira, a Coréia do Norte surpreendeu o mundo ao realizar seu 3º teste nuclear da história do país. A notícia foi anunciada através da agência estatal KCNA, que declarou que o regime do ditador Kim Jong-um cumpriu suas ameaças e realizou com sucesso um teste nuclear subterrâneo. A potência da detonação foi entre 6 e 7 quilotons e provocou um abalo sísmico de 4,9 pontos na escala Richter que foi sentido por vários países próximos.

O ministro de Relações Exteriores da Coréia do Norte afirmou que o teste nuclear foi um ato de auto defesa e uma resposta a hostilidade norte- americana.  “Se os Estados Unidos continuarem a demonstrar hostilidade e complicarem a situação, não teremos escolha a não ser agir de forma mais dura, em uma segunda e terceira etapas de ação consecutivas” afirmou o ministro em um comunicado. Ainda, em uma mensagem desafiadora, Pyongyang disse que não se curvará às resoluções do programa nuclear da ONU.

Os Estados Unidos criticaram duramente o teste nuclear, afirmando que foi uma ação altamente provocativa e que eles representam uma séria ameaça ao país norte-americano. O Japão e a Coréia do Sul também condenaram o teste e concordam que se devem buscar sanções mais duras da ONU contra a Coréia do Norte. Já a China, o único grande aliado do país, disse estar muito insatisfeita.

No mesmo dia, o Conselho de Segurança das Nações Unidas fez uma reunião para discutir a situação, na qual condenou o terceiro teste nuclear realizado pela Coreia do Norte, classificando-o como uma clara ameaça à segurança e à paz internacional e afirmou que trabalharia em medidas para frear a ambição nuclear norte- coreana.

Foto divulgada pela KCNA mostra ato na Coreia do Norte por teste nuclear.

Foto divulgada pela KCNA mostra ato na Coreia do Norte por teste nuclear.

Nesta sexta-feira, a Coréia do Norte realizou um grande ato em Pyongyang, para celebrar o bem sucedido teste nuclear e saudar a coragem do ditador em realizá-lo. O ato reuniu mais de 100.000 militares e civis. A  cúpula da Coréia do Norte  também anunciou que apesar da oposição das Nações Unidas e da comunidade internacional,  o país continuará a realizar lançamentos de foguetes de longo alcance e a dar prioridade ao desenvolvimento militar do país.

Publicado em Geral | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Câmara francesa aprova “casamento para todos”.

casamento gay

Nesta terça-feira, a Assembleia Nacional da França, que seria a Câmara dos Deputados no Brasil, aprovou por 329 a 229 votos o projeto de lei que legaliza o casamento de homossexuais e também a adoção de crianças por esses casais.

A aprovação do projeto representa uma grande vitória do governo socialista de Hollande, que levantou essa bandeira durante sua campanha para a eleição presidencial. Agora, o projeto segue para votação no Senado, no qual a tendência é de aprovação.

Apesar de ser um grande avanço no direito dos homossexuais, a provação não foi fácil. A proposta enfrenta grande oposição da Igreja Católica, dos conservadores e de outros grupos religiosos.  No interior da França, também houve diversos protestos contra a iniciativa, um em especial foi organizado no dia 13 de janeiro desse e reuniu 1 milhão de pessoas.

A legalização do casamento gay, já foi aprovada em 11 países, entre eles, Argentina, Canadá, Portugal, Espanha e África do Sul. Também foi legalizado em 9 estados e em 1 distrito dos Estados Unidos e está atualmente sendo discutida na Grã- Bretanha.

Publicado em Geral | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Egito: Dois anos após a queda de Mubarak.

protestos

Ontem, no dia 11 de fevereiro de 2013, completou- se dois anos em que no contexto da Primavera Árabe, Mohammed Hosni Mubarak, renunciou ao cargo de Presidente do Egito.

Diante dessa importante data, vamos relembrar um pouco sobre o levante no país e analisar o que aconteceu após a queda do ditador.

Em janeiro de 2011, os egípcios iniciaram um intenso movimento de manifestações e protestos populares contra o presidente ditador Mohammed Hosni Mubarak, que se encontrava há 30 anos no poder do Egito.  E após 18 dias de levante popular, em 11 de fevereiro de 2011, o ditador cedeu à pressão e renunciou ao cargo, deixando o Cairo.

A partir da renúncia, os militares assumiram o poder através de uma instalação de uma junta militar provisória, que ficaria no poder até as eleições presidências. Porém, os militares continuaram no poder, após muito mais tempo do que o previsto, o que levou os egípcios a voltarem às ruas e exigirem que ocorressem logo as eleições presidenciais.

 Pressionado pela opinião popular, no dia 28 de novembro de 2011 foi realizada a 1ª etapa das eleições parlamentares, para compor o parlamento. Milhões de pessoas foram às urnas, a grande maioria votando pela primeira vez.

Já a  eleição presidencial egípcia foi realizada em duas etapas: primeiro turno em 23 e 24 de maio; e segundo turno em 16 e 17 de junho, com a vitória dos islamitas, representados pelo Partido da Liberdade e da Justiça, conquistando 51,7%, tendo Mohamed Mohamed Morsi Issa al-Ayyat como primeiro presidente eleito em eleições livres na era pós-Mubarak.

No mês de dezembro do ano passado, tivemos a aprovação da controversa Constituição do Egito. Que gerou mais protestos no país, mas que por fim, através de um referendo, os egípcios optaram pelo “sim”, aprovando a nova constituição.  É importante também lembrar, que nesse mesmo período, o presidente Mursi, tomou a decisão de aumentar os próprios poderes, em que todas as suas decisões seriam definitivas e inapeláveis perante a Justiça até a entrada em vigor de uma nova Constituição.

Passado esse novo período de protestos devido à constituição e decreto do presidente, a situação de insatisfação popular não melhorou. Os egípcios não estão satisfeitos com a atuação de Mursi e a Irmandade Muçulmana, e por isso auxiliados pela oposição atualmente organizam diversos protestos.

A notícia mais recente sobre o país foi que durante uma inspeção nas proximidades da Praça Tahrir, no centro do Cairo e símbolo da revolução, o primeiro-ministro do Egito, Hisham Qandil, foi recebido a pedradas por manifestantes que são opositores ao presidente. A Assembléia constituinte foi dissolvida, o Tribunal Constitucional examina a legalidade do Senado, a nova constituição não entrou ainda em vigor, e novas eleições parlamentares estão agendadas para abril.

A transição que o Egito está passando, não está sendo fácil e o caminho ainda é longo, porém, aos poucos e analisando os seus erros e acertos o país está mais perto de conquistar a tão sonhada democracia.

Publicado em Primavera Árabe | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Papa Bento XVI anuncia renuncia ao cargo.

bento 16

O Papa Bento XVI pegou o mundo todo de surpresa, ao anunciar sua intenção de renunciar ao posto de líder mundial da Igreja Católica. E segundo a imprensa, nem os próprios aliados do Papa conheciam sua decisão.

O pontífice anunciou sua decisão hoje, em uma reunião com autoridades eclesiásticas. O motivo de sua renúncia ainda não foi anunciado oficialmente, porém especula-se que se deve a problemas de saúde e a idade avançada.

Bento XVI foi eleito pelo conclave no dia 19 de Abril de 2005, como um dos cardeais mais velhos a ser eleito ao papado, e sucessor do popular João Paulo II. Atualmente com 85 anos, ele anuncia que deixará o comando da Igreja Católica no dia 28 de fevereiro.

“Após ter repetidamente examinado minha consciência perante Deus, tive a certeza de que minhas forças, em consequência de minha idade avançada, não são mais adequadas ao exercício do pontificado.” – Trecho do anuncio de renúncia de Bento XVI.

Publicado em Geral | Marcado com , , | Deixe um comentário